Produção e Mercado

Sem título.png
Magnesio.png
Ferro.png

 

A Kalium Mineração terá uma produção anual, nesta primeira fase, da ordem de:

7.580 toneladas de sulfato de potássio;

3.825 toneladas de óxido de ferro;

6.990 toneladas de óxido de alumínio;

9.913 toneladas de sulfato de magnésio;

32.000 toneladas de feldspato de potássio.

 

Mercados de minérios por produto:

Sulfato de Potássio: 

É um dos fertilizantes vitais para a agricultura. O Brasil importa 92% das suas necessidades representando um déficit comercial anual superior a 2,5 bilhões de dólares. Apenas uma mina em Sergipe encontra-se em operação atualmente.  O Brasil é o segundo maior importador mundial de potássio, atrás apenas da China. O consumo anual de sais de potássio no Brasil encontra-se na faixa de 9 milhões de toneladas por ano. A Kalium Mineração S.A em seu processo irá ter uma produção de cerca de 7.500 tpa de K2SO4, a partir de um minério contendo 10,6% de K2O.

 

 

Sulfato de Magnésio: 

O sulfato de magnésio é aplicado em cosméticos, na produção de papel, materiais a prova de fogo, cerâmicas, refratários, fabricação de produtos têxteis, detergentes, catalisador de processos, suplemento dietético e laxante para animais e medicinais. É empregado também em agricultura e jardinagem. É aplicado nas soluções destinadas ao cultivo por hidroponia muito difundida hoje em dia. A Kalium Mineração S.A em seu processo produzirá cerca de 10.000 tpa de MgSO4.7H2O, a partir de um minério contendo 3% de MgO.

Óxido de Ferro: 

 

O óxido de ferro de alta pureza é utilizado como pigmentos, adsorventes, abrasivos, indústria de vidro e ferritas, no jateamento em substituição da areia, com a vantagem de não ocasionar o problema de silicose e na composição de argamassas. Os pigmentos de óxido de ferro normalmente encontrados em tons de amarelo, ocre e vermelho possuem forte ligação química metálica e são extremamente resistentes à luz. A Kalium Mineração S.A em seu processo produzirá cerca de 4.000 tpa de Fe2O3, a partir de um minério contendo 7% de do mesmo óxido.

Óxido de Alumínio: 

A alumina, ou óxido de alumínio, é o item de maior custo na produção de alumínio. A produção mundial de quase 100 milhões de toneladas é feita principalmente com bauxita empregando o processo Bayer. Outras aplicações industriais incluem abrasivos, materiais refratários, aditivos em plásticos e suporte de catalisadores industriais. A Alumina produzida pelo processo da Kalium representa um grande avanço ambiental quando comparado ao material produzido pelo ataque químico da bauxita. A Kalium Mineração S.A em seu processo produzirá cerca de 7.000 tpa de Al2O3, a partir de um minério contendo 16% deste óxido.

Feldspato de Potássio: 

Devido a presença de compostos alcalinos insolúveis em água, são os fundentes mais empregados nas formulações de produtos cerâmicos. Os feldspatos alcalinos possuem aplicação particularmente em massas cerâmicas, pois agem como fundentes em formulações para porcelanas e revestimentos, numa concentração que varia entre 10 a 50%. Feldspatos também são usados como fundentes em vidrados e em indústrias de vidros e também servem como fonte de Al2O3 e óxidos alcalinos.  A Kalium Mineração S.A em seu processo cerca de 32.000 tpa de Feldspato Potássico com 75% de SiO2.

Ácido Sulfúrico (H2SO4):

É um ácido mineral forte e solúvel na água em qualquer concentração. O ácido sulfúrico será utilizado na etapa de abertura da Glauconita através de uma etapa de digestão. A Kalium produzirá seu próprio ácido através do reaproveitamento dos gases da etapa de decomposição térmica, complementando suas necessidades com a queima de Enxofre.

Aluminia.png
56566-98963-374894-feldspato.png
Acido sulfurico.png